FACEBOOK
CONTATO
FEED
YOUTUBE
TWITTER
LINKEDIN
EnglishFrenchGermanSpainItalianRussian

TUONELA

Print Friendly and PDF



Tuonela — significando literalmente "o lugar da morte" —, Tuoni, Manala — assim chamado na mitologia da Estônia — ou Mana é o mundo dos mortos na mitologia finlandesa, similar ao Hades da mitologia grega. A palavra Tuonela é usada como tradução do ᾍδης (Hades) Grego nas bíblias finlandesas e no cristianismo esse domínio é interpretado como sendo o lugar que os mortos ficam à espera do juízo final.

Tuonela era uma cidade subterrânea para todas as pessoas mortas, não só os bem ou o mal queridos. Lá, aparentemente, vivia Tuoni (morte) e Tuonetar (sua esposa) Era um lugar escuro e sem vida, onde todos dormiam para sempre. Ainda assim um xamã corajoso poderia viajar para Tuonela em transe e pedir orientação aos antepassados. Para viajar para Tuonela, a alma tinha que atravessar seu rio escuro. Se ela tivesse uma razão adequada, em seguida, um barco viria para levá-lo.

Muitas vezes, a alma de um xamã enganava os guardas de Tuonela para estes acreditarem que ele estava realmente morto. No 16º poema da Kalevala — épico nacional finlandês Kalevala —, Väinämöinen, um herói xamã, viaja por Tuonela para conhecer o reino dos mortos. Na sua jornada ele encontra uma balseira (similar a balsa de Caronte da mitologia grega de Hades), que é uma menina, Tuonen tytti ou Tuonen piika (serva da morte) que o leva pelo rio Tuoni. Na pequena ilha de Tuoni, contudo, o herói não cede aos encantos do que estava procurando e escapa do lugar e após seu retorno ele blasfema contra quem tenta entrar vivo nesse reino.


0 Comentários: