FACEBOOK
CONTATO
FEED
YOUTUBE
TWITTER
LINKEDIN
EnglishFrenchGermanSpainItalianRussian

Meteoro desintegra-se antes de tocar o solo nos Montes Urais, Russia, e as ondas de choque deixam mais de mil feridos

Print Friendly and PDF


Ainda há poucos dados sobre esta queda de um ou mais meteoritos sobre o território russo, mas pensa-se que fosse um meteoro formado por gelo, que explodiu antes de impactar o solo, estes meteoros viajam a uma velocidade de dezenas de quilômetros por segundo, o corpo celeste ter-se-á fragmentado ao entrar na atmosfera. A desintegração terá criado ondas de choque, provocando explosões violentas, semelhantes à explosão de uma bomba atômica.

"Às 9h20 observamos um objeto em Cheliabinsk que voava em grande velocidade e deixava um rastro. Dois minutos depois ouvimos duas explosões", afirmou Yuri Burenko, da secretaria de Emergências Regionais.

Os dados apurados revelam que foi um meteorito com 17m pesaria cerca de dez toneladas. Ao entrar na atmosfera terrestre, pulverizou-se entre 30 e 50 quilômetros de altitude e sua potência foi equivalente a 20 vezes a força da bomba atômica que atingiu Hiroshima, durante a 2ª Guerra Mundial (cerca de 500 Kilotoneladas). A atmosfera absorveu a grande maioria desta energia. Mesmo assim foram contabilizados mais de 1000 feridos. Estima-se que estes fenômenos ocorram uma vez por século. No entanto somos bombardeados por toneladas de poeiras e detritos espaciais diariamente só que sem esta dimensão num só objeto.

Confira informações da NASA no link http://www.nasa.gov/mission_pages/asteroids/main/index.html

Vale salientar que não é a primeira vez que um evento de tal magnitude ocorre na Rússia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Evento_de_Tunguska), no entanto este se difere por ocorrer em local urbano, deixando muitos feridos.

0 Comentários: