FACEBOOK
CONTATO
FEED
YOUTUBE
TWITTER
LINKEDIN
EnglishFrenchGermanSpainItalianRussian

MEDITAÇÃO PARA LIMPEZA DA AURA E PROTEÇÃO CONTRA ATAQUES PSÍQUICOS

Print Friendly and PDF


Um sistema de aura com recursos energéticos subdesenvolvidos e pobres tende a criar um padrão de adaptação que muitas vezes invadem a aura de outras pessoas e absorve a sua energia. Este fenômeno é chamado de vampirismo psíquico e resulta em um aumento das reservas de energia do vampiro psíquico e desgaste ou esgotamento da energia da outra pessoa.

Embora a interação vampírica leve apenas alguns minutos, os efeitos residuais sobre a vítima podem ser notados por vários dias. A falta de energia, tonturas, tensão muscular, dificuldade de concentração, dores de cabeça e náuseas são alguns dos efeitos mais comuns sentidos pelas vítimas, mas os ataques sucessivos de vampiros pode causar fadiga crônica, distúrbios do sono, irritabilidade, depressão e até mesmo doenças físicas.

Nós temos estado frequentemente com pessoas que parecem nos deixa sem energia, e é provável que essas pessoas saibam que muitas vezes destroem ou deprimir os que o rodeiam. Mesmo em um jogo que dura apenas alguns minutos, o experiente vampiro psíquico pode se colocar dentro do nosso sistema de energia e rapidamente esgotar nossas fontes de energia. Embora naquela época se nós tivéssemos atribuído nosso esgotamento de energia ao vampirismo psíquico, provavelmente teríamos nos colocado inconscientemente em guarda contra tais ataques.

Vampiros psíquicos têm uma grande variedade de traços de personalidade e padrões de comportamento. Muitos deles adotam o estereótipo bem conhecido de "hipócrita" ou prometem se comportar. Muitas vezes, eles não têm escrúpulos e usam todos os meios para atingir os seus fins. Eles podem parecer passivos e reservados, escondendo qualquer inclinação para o vampirismo, mas em determinadas ocasiões podem ser muito agressivos e até mesmo intimidantes, podem usar a vulnerabilidade da outra pessoa, esperando o momento oportuno para atacar, ou podem manipular a vítima escolhido por meio de doações ou bajulação. Em ambientes de trabalho tendem a ser as pessoas com quem é muito difícil trabalhar e cujo desempenho é muito irregular, por vezes, são altamente eficazes e outras totalmente inoperantes.

Apesar dos disfarces por trás dos quais estão escondidos, vampiros psíquicos são tipicamente inseguros e vulneráveis, mas podem adotar um estilo autosuficiente, operando a partir de uma posição de fraqueza, não de força. Eles não costumam tornarem-se consciente de si mesmos, mas eles são rápidos para fazer julgamentos sobre as pessoas ao seu redor. Apesar de estar totalmente focado em si mesmo e tratar os outros como imprudentes, muitas vezes se queixam de que o mundo é injusto para com eles. Seus relacionamentos pessoais são geralmente instáveis. Pode-se dizer que muitas dessas pessoas têm transtornos de personalidade, com sintomas como a insegurança emocional, dificuldade em controlar a raiva, baixa auto-estima, sentimentos de hostilidade reprimida com erupções esporadicas.

A interação vampirica pode ser deliberada ou espontânea por parte do vampiro e consensual ou não consensual por parte da vítima. O ataque vampirico é tipicamente espontâneo, portanto, não requer um esforço consciente para iniciar-se ou para mantê-lo. Em muitas interações deste tipo, nem o vampiro nem sua vítima estão conscientes de que está havendo uma transferência de energia de um para o outro. Enquanto a vítima está dentro do raio de visão periférica do vampiro, o ataque em si pode ser realizada, mesmo sem contato visual entre os sujeitos.

Depois de terem se dado conta de suas tendências vampíricas, muitos vampiros psíquicos a racionalizam como uma forma aceitável para atender às suas necessidades de energia e, portanto, planejam seus encontros vampíricos como qualquer outro evento social. Suas táticas são projetadas para envolver um parceiro totalmente inocente em uma estreita interação espacial durante a qual ocorre o ataque surpresa. Os vampiros psíquicos empregam sua sedução, usam bajulação desmedida, manifestam uma amizade excessiva e demonstram interesse pela pessoa para poder cativar suas vítimas e manter a interação durante a duração do ataque.

Ao contrário do que acontece com os ataques planejados, os ataques de vampiros ocasionais não implicam em uma interação social preliminar com a vítima, que pode ter sido selecionada apenas por estar disponível naquele momento. Um ataque ocasional não é tão visível como um planejado, e, geralmente, a vítima não tem consciência do que está acontecendo. Os resultados, no entanto, são os mesmos: o vampiro sai saciado e a vítima experimenta um esgotamento energético. Estas trocas casuais podem ocorrer em qualquer ambiente, em uma sala de aula, em um restaurante, em um avião, em um ginásio ou onde quer que as pessoas se reúnam.

Afortunadamente não estamos totalmente indefesos para nos proteger dos ataques de vampiros ao nosso sistema de aura. Foram desenvolvidos procedimentos que repelem os ataques e que também podem interrompê-los, evitando assim uma perda maior de energia. Dado que os ataques vampíricos são normalmente mui curtos, podendo durar por poucos segundos, uma resposta rápida é essencial para obter bons resultados.

A técnica de juntar os dedos é muito eficaz na consecução destes objetivos. É um procedimento muito fácil de aplicar e que pode tanto prevenir um ataque vampírico quanto interrompê-lo imediatamente se este já começou.

Passo 1: GESTO DE JUNTAR OS DEDOS
Assim que você suspeitar que um ataque vampirico é iminente (ou já está acontecendo), junte a ponta do polegar com o dedo médio de cada mão formando dois círculos. Junte as duas mãos unindo um círculo ao outro.

Passo 2: PROTEÇÃO ENERGÉTICA
Mantenha os círculos unifor, feche os olhos e visualize um escudo de energia poderosa que protege toda a sua aura e repele qualquer invasão de forças estranhas.

Passo 3: INFUNDIR ENERGIA
Visualize o centro de seu sistema energético, veja como ele bate pleno de poder, enquanto essa energia permeia todo seu ser.

Passo 4: AFIRMAÇÃO
Permita que a energia chegue ao seu clímax e depois afirme: Estou rodeado de um escudo de energia protetora. Estou seguro e a salvo.

A técnica de bloqueio com dedos necessita apenas de alguns segundos e pode ser usada praticamente em qualquer lugar. Embora originalmente concebida para repelir instantaneamente um ataque vampirico, esta técnica também pode ser usada para energizar o sistema de aura e proteger contra qualquer invasão de forças negativas. Ela pode ser usada para induzir um estado calmo e relaxado ou para alcançar um sono repousante. Este procedimento pode ser adaptado para reduzir ou eliminar a ansiedade causada por situações cotidianas, como entrevistas de emprego ou aparições públicas.

Fonte: "El gran libro del aura" de Joe H. Slate

Traduzido por:
LIZZA BATHORY
LIZZA BATHORY
Blogueira no blog O Submundo
elizabeth.bathory.ce@gmail.com
Confira mais textos deste autor clicando aqui

0 Comentários: