FACEBOOK
CONTATO
FEED
YOUTUBE
TWITTER
LINKEDIN
EnglishFrenchGermanSpainItalianRussian

VÓRTICE DO GOLFO DE ADEN

Print Friendly and PDF


Não, isso não é uma montagem tosca de photoshop (embora pareça). Essa foto mostra o que aconteceu na Noruega, na noite do dia 9 de Novembro de 2009. Um enorme vórtice eletromagnético tomou o céu, clareando a noite como se fosse um astro. O fenômeno que durou 12 minutos deixou muita gente espantada. Para acalmar a população, o governo disse se tratar de teste de mísseis da Rússia.
E aí­ começa o primeiro impasse. A Rússia negou ter feito tal teste. Após a negação da Rússia, o governo deu outra resposta, dizendo ser um fenômeno natural. Em seguida, voltou para a primeira resposta, afirmando novamente ser resultado de testes de mísseis. Sinceramente, essa desculpa "cheira mal" até hoje! O tempo passou, a poeira baixou e então apareceu o Wikileaks. Um relatório do almirante da Frota do Norte da Rússia, Maksimov, do primeiro-ministro Vladimir Putin, disse que um misterioso vórtice magnético atualmente focando no Golfo de Aden desafiou todos os esforços combinados da Rússia, Estados Unidos e China para fechar-se e na verificação da causa exata de sua origem. A especulação é que o vórtice do Golfo de Aden possa ser um Stargate, aparelho anular supercondutor que permite viagens pelo "subespaço", através de um buraco-de-minhoca estável, com destino a outro aparelho idêntico localizado a uma vasta distância do primeiro (outro sistema estelar ou uma dimensão paralela por exemplo). Segundo o relatório, os cientistas dos EUA começaram a notar a formação do vórtice no final de 2000, após o que os norte-americanos estabeleceram uma base de operações no Chifre da África, o Djibuti, a maior cidade da república da capital de Djibuti. Desde a sua descoberta em novembro de 2000, o centro de Aden começou a se expandir no final de 2008 e incentivou os Estados Unidos a publicar um relatório especial alertando o mundo sobre este acontecimento misterioso, em resposta forças navais das seguintes nações se dirigiram à área: Marinha Real Australiana, Marinha Búlgara, Marinha do Canadá, Marinha de Libertação do Povo (China), Marinha Real da Dinamarca, Marinha Francesa, Marinha Alemã, Marinha grega, a Marinha da Índia, Marinha da República Islâmica do Irão, Marinha italiana, as Forças Marítimas de Autodefesa do Japão, República da Marinha da Coréia (Coréia do Sul), a Marinha Real da Malásia, Marinha Real Holandesa, a Marinha do Paquistão, Marinha Portuguesa, Arábia Royal Navy, a Marinha Russa, a Marinha da República de Singapura, Marinha Espanhola, marinha sueca, marinha tailandesa, da Marinha turca, Marinha Real Britânica e a Marinha dos Estados Unidos. Usando o pretexto de que estas forças navais eram necessárias para proteger o golfo de Aden de piratas da Somália [que não são realmente nada mais do que jovens homens armados à procura de alimentos, pois este vórtice misterioso destruiu suas zonas de pesca], o Almirante Maksimov relata que esse acúmulo é o maior de seu tipo na história humana. Importante notar é que os 40-60 terremotos que ocorreram no Golfo de Aden, no último mês também são os primeiros a ter ocorrido na região na história moderna. Na manhã de 15 de novembro de 2010 43 sismos consecutivos foram registrados. Mais importante ainda é lembrar que o Sol registrou uma erupção solar no dia 14 de novembro e isso pode ter conexão com o vórtice. O relatório afirma que todos esses sismos variam entre 4,5 e 5,4 graus na escala Richter e quase todos foram em profundidade de cerca de 10 km.

0 Comentários: