FACEBOOK
CONTATO
FEED
YOUTUBE
TWITTER
LINKEDIN
EnglishFrenchGermanSpainItalianRussian

LIBER RESH VEL HELIOS - SAUDAÇÃO AO SOL (A. Crowley do Livro Magick, comentários Euclides L. Almeida do livro Magia, M e Magistas, Ed. Bavhani)

Print Friendly and PDF


SAUDAÇÃO PELA MANHÃ

Que saude o Sol na aurora, frente ao leste:
Sinta-se envolto pela cor amarela e preenchido com as qualidades do Ar, quente e úmido.


Assuma a forma-deus que corresponde ao elemento ar (de pé, braços abertos, mãos em forma de concha - recepção) e diga:
Eu te saúdo a Ti, que és Rá em Teu levante, a Ti, que és Rá em teu vigor, que cruzas os Céus em Tua barca, no Alvorecer do Sol.
Tahuti, em seu Esplendor, levanta-se na proa, e Ra-Hoor permanece no leme.
Eu te saúdo, desde as Moradas da Noite!

Bata o pé esquerdo no chão e coloque o indicador esquerdo nos lábios, o que constitui o Sinal do Silêncio assumindo a forma do Deus Harpócrates.

SAUDAÇÃO DO MEIO DIA

Ao meio dia, que ele saúde o Sol, frente ao Sul da seguinte forma:
Sinta-se envolto pela cor vermelha e preenchido com as qualidades do Fogo, quente e seco.

Assuma a forma da Deusa , que corresponde ao elemento fogo; faça o
Triângulo da Manifestação, só que acima da cabeça, una os polegares e indicadores formando um triangulo a ser erguido na altura da testa (terceiro olho) e diga:
Eu te saúdo a Ti, que és Ahator em Teu triunfo, a Ti, que és Ahator em Tua beleza, que cruza os Céus em Tua barca, ao Meio-Curso do Sol.
Tahuti, em seu esplendor, levanta-se na proa, e Ra-Hoor permanece no leme.
Eu te saúdo, desde as Moradas da Manhã!

Ao terminar faça o sinal do silêncio.

SAUDAÇÃO DA TARDE

À tarde que ele saúde o Sol, frente para o Oeste, procedendo assim:
Sinta-se envolto pela cor azul e preenchido com as qualidades da água, fria e úmida.

Assuma a forma do Deus com o sinal do elemento água. Faça um triângulo na altura do estômago, apontando para baixo (polegares e indicadores unidos) e diga:
Eu te saúdo a Ti, que és Tum em Tua descida, a Ti, que és Tum em Teu regozijo, que cruzas aos Céus em Tua barca, ao pôr do Sol.
Tahuti, em seu Esplendor levanta-se na proa, Ra-Hoor permanece no leme.
Eu te saúdo, desde as Moradas do Dia!

Faça o sinal do silêncio.

SAUDAÇÃO A MEIA NOITE

Também à meia noite, que ele saúde o Sol, frente ao Norte, da seguinte maneira:
Sinta-se envolto pelas cores da terra, mescla de verde e marrom, e preenchido com as qualidades da terra fria e seca.

Assuma a forma do Deus com o sinal do Elemento Terra. Coloque o pé esquerdo para a frente e a mão direita a apontando para cima na diagonal, e a esquerda para baixo, e diga:
Eu te saúdo a Ti, que és Kephra em teu refúgio, a Ti que és Kephra em Teu silêncio, que cruzas os Céus em Tua barca na Meia Noite do Sol.
Tahuti, em seu Esplendor, levanta-se na proa, e Ra-Hoor permaneça no leme.
Eu te saúdo desde as moradas da noite!

Faça o sinal do silêncio.


GLOSSÁRIO:

Tahuti ou Thot - Deus da Sabedoria, o nome Thot é uma corrupção grega do nome original egípcio Tahuti. Suas formas animais são o íbis e o babuíno. Segundo a tradição Thot foi o inventor da Linguagem escrita (hieróglifo) e falada. Sua consorte era Maat a deusa da verdade.

Thot é o guardião entre os reinos racional e intuitivo. Permite a expressão articulada da intuição, mostrando o caminho além das limitações do pensamento.

Hathor - A Vênus Egípcia, patrona do amor, da alegria, da dança e da música, mas também das necrópoles, de quem o mês de novembro (escorpião) marca o cruzamento do trimestre do ano que as trevas triunfam sobre a luz.

Tum - Deus do Oeste, a descida do Sol no horizonte, quando este morre para ressurreição.

Kephra - tido como uma forma de Rá, Kephra era a forma do Sol à meia noite. Como o escaravelho no deserto egípcio sempre empurra uma bola de esterco, onde deposita seus ovos, assim Kephra, o escaravelho celestial empurra o Sol através dos céus. Segundo a cultura egípcia aquele que trouxesse consigo uma imagem do escaravelho, garantia a persistência no ser e aquele que levasse essa imagem para a tumba, tinha a certeza de renascer par a vida, tornado-se portanto um amuleto para os mortos e os vivos.

Rá - o homem com a cabeça de falcão encimada pelo disco solar e pela serpente de Uraeus, representa o Sol no auge de seu esplendor, era portanto o DEus- Sol, juiz supremo, encabeçava o conjunto de nove deuses Enéade de Heliópolis, tornando-o o mais importante dos deuses do panteão egípcio.

0 Comentários: