FACEBOOK
CONTATO
FEED
YOUTUBE
TWITTER
LINKEDIN
EnglishFrenchGermanSpainItalianRussian

O QUE É INFERNO ASTRAL

Print Friendly and PDF


Esse post é de 04 Março 2008, quando eu era usuário do LiveJournal.

O que é o Inferno Astral? Isso existe? Como posso passar por ele sem maiores danos?

Bem, pra começo de conversa, muitos astrólogos não acreditam na existência do Inferno Astral (IA) E por que? Para entendermos o que o IA significa devemos entender um outro conceito, o conceito de Arco Solar.

Imaginem por um instante que nos não sabemos o Ascendente de uma determinada pessoa. Uma forma simples de resolver isso é usando a técnica do Arco Solar (AS) em que você divide o mapa da pessoa em 12 partes iguais, contando a partir da posição do Sol. Assim, se uma pessoa tem o Sol em 13° de Áries, a primeira casa do AS começa em 13° de Áries e termina em 13° de Touro; a segunda começa em 13° de Touro e termina em em 13° de Gêmeos; a terceira começa em 13° de Gêmeos e termina em em 13° de Câncer...

Cada uma dessas casas do AS tem o mesmo significado das casas "normais"; assim a casa 4 do AS será a casa da Familia e a casa 7 a casa dos Relacionamentos, mesmo que o ascendente seja diferente da posição do Sol.

Acontece que o Sol continua transitando ao longo do ano e seu trânsito pela casa 12 do AS é chamado por muitos de Inferno Astral.

Isso nos leva aos significados da casa 12.

Ela é a casa das coisas ocultas, dos inimigos ocultos, daquilo que eu não vejo. Para os Astrólogos Antigos e Medievais estava associada à feitiçaria, tanto como vítima como causador. Está associado às prisões de todo tipo
e às enfermidades da alma. Você pode tanto ficar preso num hospício quanto trabalhar em um, dependendo dos aspectos. É a casa que representa o detento ou o carcereiro. Para os astrólogos contemporâneos, essa casa fala de seu maior inimigo oculto: sua Sombra.

Assim, o trânsito do Sol sobre a casa 12 (seja a casa 12 do AS seja a casa 12 comum) ilumina aquilo que ocultamos ao longo dos últimos 12 meses. Todas as nossas tarefas não-cumpridas, tudo que foi repreendido, escondido, todos os sacrifícios e todos os acertos não-reconhecidos ressurgem iluminados pelo Sol nesta época. É um ajuste de contas, uma espécie de entrega do dever de casa do dia anterior.

Além disso, em geral os problemas do período não são exatamente diferentes daqueles ocorridos ao longo do ano. Entretanto a psique está num período de "baixa energética". É como o cansaço no fim do dia. Quando você está num fim do dia e ainda tem trabalho pra fazer é natural ficar irritado e suscetível aos humores do chefe. Só que neste caso, o chefe é a própria vida.

Dado isso, respondendo as perguntas do inicio:
1) O que é o Inferno Astral?
É o transito do Sol nos 30 últimos graus do Arco Solar.

Isso dura cerca de 30 dias. Vem acompanhada de um ajuste de contas pelo feito e pelo não-feito ao longo do ano, junto com o respectivo cansaço.

2) Isso existe?
Creio que sim. Muitos astrólogos tradicionais, entretanto negam o conceito seja pela definição pobre, seja por birra mesmo. Mas acho que faz sentido e parece operar adequadamente.

3) Como posso passar por ele sem maiores danos?
Faça seu dever de casa ao longo do ano. Sempre vai haver coisas não-resolvidas que passaram desapercebidas. É melhor que sejam apenas essas e não aquelas que você se descuidou e que são de sua inteira e total responsabilidade.

Por exemplo: nos meus melhores anos, tenho problemas de saúde neste período. E por que? Porque normalmente é onde eu me descuido. Mas num ano especifico, tive numa semana um corte na mão - uma perfuração - e na semana seguinte uma tendinite no pé causada por trauma (defendi um chute com a faca do pé).

Nenhuma das duas foi exatamente descuido: eu estava fazendo coisas que normalmente eu faria, mas que geraram dano. No mais, foi um ano excelente, incluindo o inferno astral (exceto é claro pela bota de gesso, que "coincidentemente" foi retirada na véspera do meu aniversário).

Noutro ano (2006-2007), um ano infernal em si mesmo (o pior Retorno Solar que tive em quase 30 anos de vida), os 30 últimos dias foram difíceis, mas acenaram com o novo que seria excelente, como de fato foi e está sendo. E tenho uma boa ideia de como será meu inferno astral este ano pois sei o quanto fiz por mim este ano e sei das bobagens que cometi.

Por fim, quero lembrá-los que Inferno Astral não é um jeito "pagão-esotérico" de pôr culpa no destino, essa entidade exterior tão boa quanto o diabo para jogar a culpa. Inferno Astral é um período de reflexão sobre o que foi feito e o que deixou de ser feito, para assumir a responsabilidade sobre cada um de nossos atos e escolhas ao longo do ano que passou. É um período para celebrar a responsabilidade pessoal em frente às casualidades do destino e perceber o quanto de nossa vida está REALMENTE em nossas mãos e o quanto ainda poderá estar.

FONTE: Desconheço quem seja o autor do texto acima, se alguém souber, por favor, poste nos comentários.

0 Comentários: