FACEBOOK
CONTATO
FEED
YOUTUBE
TWITTER
LINKEDIN
EnglishFrenchGermanSpainItalianRussian

IRDIN, O IDIOMA DOS DEUSES

Print Friendly and PDF





“Ai santi tumi ibi iwina samana ai samana uru siquiu”.
...
tradução:

“Obrigado, irmãos por estarem aqui, por vontade própria
e em sublime ato de amor, que a luz da criação esteja em vós para sempre”.

Tansa Tumi Suatumana Ashgash Theyshed Shakzab

Comando Estelar Vibracional Fenix

Pouco podemos afirmar aqui de fonte segura sobre o Irdin, por deficiência nossa mesmo.

Inicialmente, o termo é empregado para designar a língua-mãe, o primeiro idioma do planeta Terra. Embora o tema seja teoricamente intrigante para a compreensão da origem das línguas e se remeta ao mito da primeira “língua adâmica” ou da “língua universal” de suposta origem “atlante”, é, em tese, também, o idioma cósmico utilizado nos universos confederados. “Por exprimir a essência criadora e arquétipos da evolução, é dinâmico e reveste-se da forma mais adequada ao estado de consciência do planeta em que se manifesta. As palavras os símbolos unificam consciências, mundos e ciclos evolutivos. Como vibração, está na origem e na base de todos os outros idiomas.” O termo também é empregado para designar o estágio de evolução da Alma que se libera da reencarnação obrigatória porque atingiu o final da sua experiência no plano denso, podendo operar nas dimensões: etérea, astral e mental – a quarta e quinta dimensão – onde se prepararia para avançar, objetivando a sétima dimensão, onde trabalharia pelo retorno da humanidade ao seu verdadeiro estado natural de origem. Hipoteticamente, o Irdin é falado em sonhos. Com ele é possível responder à língua que qualquer ser de qualquer dimensão pode elaborar graças ao uso da mente. Segundo alguns veículos esotéricos, qualquer um é capaz de utilizar com absoluta perfeição este idioma, ainda que não tenha consciência disso. O reconhecimento se dá espontaneamente, uma vez que o ser toma contato com a sua essência. Seria a primeira manifestação desta conexão íntima, mas nem por isso a única e nem por isso excludente. Moldaria uma evidência tangível da comunicação com a Fonte. É um dom inato que acompanha o próprio Despertar. O Irdin se manifestaria em blocos de ideias: cada uma das representações que o compõe poderia ser reproduzida por meio de símbolos, fonemas, cores, tons ou a ideia em si. Essa língua enigmática poderia, ainda, expressar um pensamento, fato ou ação em um determinado momento, para passar a variar o seu significado – sem alterar a sua representação gráfica ou fonética – em outro momento. O Irdin teria a capacidade de descodificar em linguagem binária os padrões arquetípicos implícitos em qualquer forma, tangível ou não. Com a sua natureza pura, desprovida de preconceitos e que “chama cada coisa pelo seu verdadeiro nome”,

De acordo com o Linguista português e PHD Pedro Barbosa, existem muitos testemunhos de “contatados” que disseram ouvir os alienígenas a falarem entre si em uma língua estranha, parecida com cliques e estalidos, totalmente incompreensível para eles. Barbosa revela que, ao analisar um documento chamado Arquivo CTEC, um dos relatos parece “aproximar-se, ainda que vagamente, da descrição de uma linguagem ininteligível aos ouvidos humanos”. Uma testemunha de um suposto avistamento de OVNI relatou que “ouviu falar bastante, mas não percebia nada e fazia muito eco” (Documento CNIFO, Eugenio G. Saraiva, 07/1949, Balugaes, VC, pag.3) e ainda, segundo ela, as palavras ditas, soam como terminadas quase todas em I (carregado) e IO.

Para Barbosa: “O Irdin é um idioma engenhoso de base onomatopaica, aparentemente introduzindo relações motivadas na referência das palavras a coisas designadas”. Melhor dizendo: na origem das palavras está o som vibracional que os próprios objetos ou os fenômenos produzem. Assim, a semelhança de palavras como o “gong” chinês (porque o próprio objeto vibra e faz “gonnnnng”) ou “crash” em inglês (imitando o choque de automóveis), também em Irdin um trovão se diz “ZUN” porque vibra, soa assim. Por exemplo: ‘nasceu um bebê’ em Irdin dir-se-á: ET ZUN RAM, onde ET significa “ser”, ZUN é “raio” e RAM a vibração do Criador para dar origem ao novo ser.

Ainda de acordo com Barbosa “a hipótese de que seres extraterrestres tenham visitado nosso planeta na antiguidade é muito difundida hoje em dia, sendo estes denominados por aqueles que os viam como anjos, deuses, Elohim e outras designações equivalentes, de acordo com as culturas: sempre para referirem seres vindos do céu com poderes superiores. Antigos sacerdotes teriam sido os guardiães do conjunto das palavras recolhidas a que chamaram SANS, ou idioma dos deuses, e SANSCRITO a sua forma escrita, o idioma mais antigo da Terra ainda conservado na Índia como língua sagrada. Segundo esta tradição (cujo fundamento histórico nos escapa, importa esclarece-lo) o sânscrito seria um derivado do Irdin, embora não seja o Irdin. Também muitas palavras do grego e do latim tirariam dele as suas raízes etimológicas” .Para ele, “o Irdin estaria baseado na vibração que produz um objeto, ação ou ideia, assim gerando uma harmonia causal entre as frequências vibratórias dos fenômenos e as ondas cerebrais, fator da sua universalidade em termos de entendimento cósmico. Esta relação mágica na conexão entre a linguagem e o mundo, que na origem o caracterizava, parece sobreviver ainda no efeito vibratório dos mantras hindus”. Barbosa revela, ainda, que, segundo algumas fontes ocultistas, o Irdin seria na realidade uma linguagem pleiadiana adotada como linguagem intergaláctica entre os planetas superiores, semelhante ao inglês atualmente no planeta Terra, uma espécie de esperanto cósmico.

Professor Luiz Claudio Ferreira Souza

Abaixo apresentamos um glossário com os principais termos em Irdin compilados do Diccionario Castellano – Irdin para las aguilas encarnadas y los servidores de la luz de creación , publicado pelo autodenominado Comando Estelar Vibracional Fenix devidamente traduzido e adaptado:

GLOSSÁRIO IRDIN

Achimani kukin: o alento da vida é você, joia eterna

Agu do tu: ascensão da consciência dos irmãos convocados

A: eu, mim

Adi: de você em mim

Ai: sou, eu sou

Ailé: corpo físico

Ainé: visão física

Anwakansa: ascensão divina do espírito no amor

Ai pani mituma: venho até você

Ai manai : estou chamando-lhe internamente

Ai muna: estou ante ti

Ai muna iaimanatu: estou ascendendo minha essência ante ti

Ai santi: te agradeço

Ai muna imi tipantu: estou mantrando na sua vibração ante ti

Akasha é algo entre o que chamamos matéria e o que chamamos espírito ou energia primordial, consciência, registro akáshico*

*Archivo akáshico é o conjunto dos registros do desenvolvimento passado, presente e futuro do ser que ficam registrados na alma

Antuak: ascensão, ascender da vibração e dimensão, elevação do ser

Aya: ver-visualizar

Ashtar o ashtares – os regentes operativos da confederação intergalática de mundos evoluídos.

Ata: orar-mantrar

Avatar ― apresenta o próximo passo evolutivo da humanidade. Ser espiritual que ‘descende’ em resposta a chamada e necessidade da humanidade. Há avatares humanos, planetários e cósmicos. Estes últimos se chamariam “encarnações divinas”. Seus ensinamentos, corretamente compreendidos e gradualmente aplicados pela humanidade, expandem nossa compreensão e apresentam o próximo passo adiante do desenvolvimento evolutivo da humanidade.

Avatar de síntese ― um grande ser cósmico que encarna as energias de vontade, amor, inteligência e outra energia para a qual ainda não temos um nome. desde os anos 40, ele está enviando estas energias ao mundo, transformando gradualmente a divisão em unidade.

Antefa: expressão em Irdin do aparato extraterrestre que serve como janela multidimensional e comunicador com a confederação e mestres cósmicos a nível da alma.

Ancatansa: expressão de saudação do ser bem amado

Ashngash: expressão de graças a luz da criação por existir.

Ari simiti imina iku: nos pedem esta oração para você

Aritai: eu te orarei

Banna: ressurge a essência

Banai iti: surgirá a essência da criação

Bangua: projeção

Bantu: materialização

Bonno: expandir, desenvolver a espiritualidade

Bon: espírito

Boni: teu espírito

Cuak: ser ascendido

Chukigam: sacerdotes intraterrenos

Chingui: veículo energético físico

De ka: meu espírito, o espírito

De u eli: minha mente e matéria o corpo

Eli: corpo

Ene guanaiuk erks: nos fundimos em luz com os irmãos intraterrenos de Erks.

Ene guana: fusão em luz

Gua: irradiar luz

Guana: luz

Guam: luz crística

Guana guanta: irmãos de luz intraterrenos .

Guanatumi: irmãos de luz

Guanatumi iku: tu és um irmão de luz

Guata: orar na luz

Guana iamanuak: convocados pela luz dos irmãos superiores .

Guanahuak: irmãos de luz superiores

Guanaiuk erks: irmãos de luz intraterrenos de erks

Guana iguaikuana: irradiados e convocados pela fé pelos Irmãos de Erks

Guam: ser cristico

Guaru: bendição, unção, cristificação

Guanti: banho-te em luz

Guanta: banho de luz

Guasa guasa guana iaguana: neste encontro, senhor

Guik: tua/sua luz

Guat: orando na luz

Guanda: rezo para você na luz, oro para você na luz, mantro para você na luz

Huamanaykha shiminkha : neste encontro te honro pai criador

Hi siu gua cuan: sacerdote maior ou hierarquia cósmica

Ibi: eles

Ibi bangua(o ibi vangua): eles se manifestam

Idi: tu/ você

Ichiponi: orando em ti e através de ti / você

Iky shamuaykuma:esta morada eleita, este lugar eleito.

Iky shamuaica: o lugar eleito na língua Irdin (assim se denomina o centro intraterreno Erks)

Iky inkay: o rio eleito na língua Irdin (denominação da cidade intraterrena Aurora)

Iky monkay: a montanha eleita (denominação da cidade intraterrena Iberah ou ciudad dos cesares ou cidade dos antigos)

Iky: distorção do mundo fenomênico ou presença da quarta dimensão de um lugar existente.

Iamik: expressão em Irdin de meu nome é…

Iarek: expressão em Irdin de seu nome é…

Ianuk: expresion em Irdin de nós somos

Imi: oração, pedido, intercessão

Inlavi: degradação energética da alma

Imina: orar, oremos, oração

Imi uí: vocês estão aqui

Imu: todos nós aqui

Inti: ser amado do céu

Inqui: amar desde o ser até a essência

Ika: nós

Ika uá: nos os convocamos

Iku: tu/ você

Itin guam: nós oramos e honramos tu/você ser crístico

Intiumas: amados irmãos do céu

Ioto: ser interno

Iana: na sua essência

Ina: sua essência

Iaguana: na sua luz

Iguamku:a luz crística de sua presença

Iguanata: orando na sua luz

Iasa: no seu amor

Iwiná: comunhão no amor

Iuna: vocação de serviço

Ikuigna: vendo sua essência

Ka: espírito

Karma: degradação espiritual de manifestacões, pensamentos, sentimentos, ações e atos carentes de amor que prejudicam ao próximo e ao ser propriamente dito

Kaikuana amaiki: meu amado mestre

Kaguana imu: alma gêmea

Kuana: alma de luz, essência de luz

Kina: energia da essência

Kituk: guiam ou guiar nossas existências

Kuku: presença

Kikuna guatum: a harmonização e plenitude do ser através da energia cósmica

Lunahuaná: a paz de deus em ti

Ma: convocar

Maihuma: regente solar, denominação feminina da mãe criadora, geradora da energia crística (Maria para alguns contatados)

Mahua: chamado interno

Maio: convocado, convoco

Mana ata: elevar o pensamento

Mana u: expansão de consciência

Muc: senhor

Magua: energia interna

Maguak sikiuk: o fluir da nossa energia interna.

Maitin: convocando seu veículo sagrado

Manuana: amor, amar, amamos

Mewapeana newaja paseana (dito corretamente “es ne guanha gua paseana”) : te entrego meu intelecto superior .

Mianuc: hierarquia solar regente deste plano e dimensão

Mish: o reino do pai criador

Mishuk: o reino do pai criador em nós

Michi punga: para encontrar-nos, para reencontrar-nos


Miyiuwancuan (dito corretamente é “hi siu gua cuan”): sacerdote maior ou hierarquia cósmica

Moi saiuma temikuana: as amadas águias unidas no amor meditam no silêncio

Maguana pactan: energias cósmicas

Maltek: nome dado ao planeta que se encontrava no lugar onde agora há um anel de asteroides entre Marte e Jupiter, maior que a Terra.

Manas: mente superior

Mani: convocação bendita

Mantram: fórmula ou disposição de palavras ou sílabas que, quando pronunciadas corretamente, invocam energia.

Pichimuna: reunião de seres e fusão de amor

Piti cuanga: orando e recebendo de suas presenças de luz

Patansa: para sempre

Poritimenikiuma: ser encarnado karmatico que ascendeu espiritualmente por ser eleito por sua entrega.

Na: essência

Namah: saudação /entrega no mais profundo de nosso ser.

Nabantu: expressar na matéria a essência cósmica e ensinar as amadas leis

Nagualkuma: na hierarquia é o sacerdote maior do templo maior da esfera representante de shamballah.

Nara: a essência, o espírito de deus

Naragua: absorver a essência , energia e o espírito de deus

Naru: redenção de sua essência na luz

Nairu: brilhar até a essência do ser

Naiku: fazer brilhar sua luz interior

Nagua: essência de luz

Naguam: batismo crístico de luz

Nakiki: interior vibrando harmônica e energeticamente

Naurú: iluminação interna pela chama universal

Narauám: iluminação para todos (a grande obra, auspicío)

Neu: oferenda, entrega de si mesmo.

Ne guanha gua paseana: te entrego meu intelecto superior

Ni: pregação, reza, mantralização

Opa ama imi tu uán: meu ser interno e minha consciência formam parte e são um com vocês , e vocês e eu somos um com o universo .

Oipuramaiki: obrigado, sou feliz

Okuka: até o interior de meu espírito

Ok: até a alma

Pranamana: alimento divino e material da alma cristalizado

Pitin uá : nós os honramos e lhes mantramos ou oramos

Pinakuic: a sua essência e presença em nós

Pana: divina presença

Pa: divino/ divina

Pinakuna: fazer em sua essência e presença espiritual

Pigui ganda: as palavras de seus ensinamaentos.

Quicumauacú (dito corretamente é kikuna guatum): a harmonização e plenitude do ser através da energia cósmica

Rishis: significa na língua Irdin mestres cósmicos

Samá: energia de cura crística

Sarumi: que sejas pleno no amor de cristo

Sumi: ser bem amado

Sumiwari: pai bem amado

Sabirantu narauama: auspicioso para o ensino das amadas leis do criador para a ascenção e redenção.

Sabuna: nossa essência nasce do criador

Sagua: irradiar a luz interior

Saibana: a essência dos mestres amados

Sair: o despertar da consciência

Saiti: a glória do pai criador

Samana: amor universal ou cristo cósmico

Samana iku: amo o que tem do cristo cósmico em você

Saní guarú: agradeço a benção, a unção, a cristificação do criador em mim.

Saruah: redenção, elevação e evolução.

Saruagua:purificação

Santí: obrigado

Santí naurú : obrigado pela iluminação interna através da chama universal

Santí narauám: obrigado por dar a nós todos a iluminação interna de nossa essência.

Satumi: amado irmão celeste

Satuana: mente cósmica

Shapis mirhe : nas profundezas de seu ser ou nas profundezas de seus corações.

Shan: nome dado a Terra.

Shaniumas: seres humanos da superfície.

Shamuah: lugar

Siknol: nome dado ao sol

Sayuicantuic : despertar interior

Os Shikuma: iniciados da irmandade branca intraterrena

Shiba: manifestação

Shirin: fonte criativa do universo

Shirin maguak sikiuk : bendita seja a fonte criativa do universo e que flua em nossa energia interna (mantra para glorificar a fonte criativa do universo)

Sikiuk: bendição

Shoshin: meditação cósmica irradiada pelos mestres cósmicos e que serve para harmonizar, curar e desenvolver os chakras para uma maior expansão de consciência e melhor canalização de energias cósmicas.

Sivutuama: hierarquias de luz e mestres cósmicos

Suatumana: o amor e a luz de sua presença cósmica iluminam nossa essência

Thaykuma: foi denominada como Maria , mãe de Jesus Sananda em seu tempo, hoje é a governante maior dos espelhos do cosmo.

Theyshed: denominação na língua Irdin de comandante pertencente à confederação intergaláctica.

Tenanshed: denominação na língua Irdin dos primeiros oficiais pertencentes à confederação intergaláctica

Thefanted: denominação na língua Irdin de embaixador estelar pertencente á confederação intergaláctica

Theyshed shikhuma: comandante representante ante o conselho intergaláctico de Erks da confederação pelos Remanentes, Autoconvocados e os Shikuma.

Tansa: expressão em Irdin de adeus ou até breve

Timina: o verbo

Tumi: expressão em Irdin de irmão universal

Terzis: vórtices eletromagnéticos com alta densidade vibratória em forma circular que se formam (7) ao redor da antefa (janela artificial multidimensional)

Tua: meu irmão, irmão meu

Toko: emoção

Tuana: essência dos amados irmãos

Ti: cósmico

Tikuana: a alma da luz do cosmo

Tibuna: em sua essência cósmica

Toko: emoção

Tuan: os irmãos cósmicos

U: mente

Un i kiki: a energia cósmica do ser vibrando harmonicamente.

Un hombrea: os nascidos entre a humanidade da superfície

Urú siquiú: a chama universal flui em suas almas

Siquiú mahuá: e quando flui sentem e o chamado interno.

Urú: chama universal de criação

Urú saní guarú: agradeço-te chama universal a benção, a unção, a cristificação que me deste

Urú santí narauám : amada chama universal te agradecemos por nos dar a iluminação interna de nossa essência.

U-ni: vibração harmónica

Wana: encontro, conexão

Wata wana yawana (se diz corretamente guasa guasa guana iaguana): neste encontro, senhor

Waritumi iamanatu : amado pai – mãe, amor do universo cósmico

Waritumi: pai do universo cósmic

By Ciências Paralelas - Oficial

 
 
Sobre o Autor:
LORD KRONUS
LORD KRONUS

Admirador do Oculto e cinéfilo.
azerate666@hotmail.com
Confira mais textos deste autor clicando aqui



0 Comentários: