FACEBOOK
CONTATO
FEED
YOUTUBE
TWITTER
LINKEDIN
EnglishFrenchGermanSpainItalianRussian

LA NEGRA & A MODIFICAÇÃO CORPORAL

Print Friendly and PDF


A argentina La Negra, nascida no interior, se mudou para Buenos Aires aos 12 anos. Ela teve uma infância idílica. Seu pai, um cientista agrícola, e sua mãe, uma professora de ciências, a incentivaram a explorar o mundo natural, devido a isto ela desenvolveu uma visão confiante e filosófica em sua busca para ajustar seu corpo. Ela tem tatuagens, piercings, alargadores, tongue splitting, escarificações, implantes e língua bifucada - é sexy como o inferno. Ela fez sua primeira tatuagem, aos 14 anos, em um estúdio em Buenos Aires. Já aos 16 anos ela iniciou suas experiências com outras modificações do corpo, conforme a própria contou para a revista Bizarre Magazine em abril de 2009. Foi uma das primeiras pessoas no mundo a ter implantes subdermais na cabeça. O primeiro procedimento foi feito em 2002 por Emilio Gonzalez. Durante alguns anos ela foi aumentando o tamanho deles, chegando até a quarta geração (2006), com procedimento realizado em São Paulo.

Somente em 18 de março de 2009 La Negra fez uma operação para remover os “chifres”, depois de seis anos seguidos carregando-os na fronte e na vida. Em seu blog podemos ver várias imagens do pós operatório e seguidos depoimentos do processo.

La Negra estampou incontáveis vezes o Modblog do website BMEzine, assim como diversas revistas ao redor do mundo. Não exageramos, realmente a imagem dela circulou por muitas publicações. O que não é muito difícil de entender quando a gente olha para algumas produções feitas por ela.

La Negra ajudou na organização da primeira convenção de body mods na Argentina em 2002 e que se repetiu nos anos seguintes. Inclusive, em 2004 Shannon Larratt (1973-2013) fundador do BMEzine esteve presente no evento e escreveu longos elogios sobre essa passagem dele por aqui na América do Sul. Apesar disso o ano de 2004 ficou marcado como sendo o último em que La Negra trabalhou na organização. O seu cansaço de meses seguidos de trabalho está presente nas belas imagens feitas por Antonio Floreze Paloma.

La Negra já esteve inúmeras vezes no Brasil. Participou de palestras sobre o corpo na Universidade Anhembi Morumbi, participou de inúmeras convenções de tatuagem, esteve presente no Palco Arte Corporal (2010-2011) na Virada Cultural e em vários eventos do produtor cultural Heitor Werneck, a exemplo de O Pulgueiro e mais recentemente no.Projeto Luxúria. Não podemos esquecer da memorável performance Amor, Infame e Tormento – íntimo ritual experimental – que aconteceu em Buenos Aires em 2006.

Há de se falar também sobre o trabalho com suspensão corporal realizado por La Negra. O seu próprio corpo foi elevado em inúmeras experiências e ela possibilitou através de sessões privadas que muitas pessoas pudessem se suspender também. Ela participou do  “El Carrousel – sueño de unicornios” que aconteceu na abertura do 4º Encuento de Arte Corporal da Venezuela (2008) e que utilizou a suspensão.

Além da suspensão corporal, La Negra buscou experimentar outros usos do corpo, a exemplo, o Kavadi.

É preciso lembrar da atuação de La Negra no campo específico da body art. Os seus trabalhos com performance, fotografia e vídeo são de uma delicadeza absurda. Nos levam a refletir sobre nossas raízes, sobre nossos limites e nos fazem querer tocar o além.

"Eu vivi todas as minhas modificações, as senti mentalmente, fisicamente e esteticamente."

Acima de tudo, La Negra diz que sua modificação do corpo mais importante foi a gravidez. Atualmente ela segue vivendo na Argentina e é mãe de duas meninas. Tem trabalhado com maquiagem e com a produção de roupas e acessórios.

Fonte: frrrkguys.com

0 Comentários: