FACEBOOK
CONTATO
FEED
YOUTUBE
TWITTER
LINKEDIN
EnglishFrenchGermanSpainItalianRussian

Kabala Internautica

Print Friendly and PDF


Imagine uma heresia. Imagine uma heresia pior ainda. Esse texto, é a pior das heresias que eu poderia escrever. Ele tem propósitos estritamente humorísticos e zueiros. Se você não tem familiaridade com os conceitos aqui apresentados, você provavelmente vai boiar, ou vai apreciar uma viagem sem pé ou cabeça. É o passa-tempo dos Magos Caóticos, criar sistemas baseados em outros sistemas mágicos, só pela razão da zueira. Também serve como um bom exercício, mas para tanto, eu deixo que vocês julguem a minha obra. Introduzo, pois, a:

KABBALAH INTERNÁUTICA


Já pararam para perceber como a internet parece ter se desenvolvido de modo a compor uma realidade paralela à nossa? É com esse pensamento na cabeça que eu pensei que seria possível criar toda uma teologia e, até mesmo, uma Kabbalah especificamente apropriada para lidar com o universo online.
Desenho feito inteiramente no GeoGebra e no Paint. Sim, heresia!

Matrix ou Source (Matriz ou Fonte): É o conceito primordial. É a rede na sua dimensão mais transcendental. Sem ela, a internet não existiria. E de forma ambivalente, ela não existiria sem a internet. Você conhece esse conceito como 'www' (World Wide Web).

Codex (Código): É o componente da linguagem de programação. Muito presente e necessário para estruturar o mundo internáutico. Todo sistema informático precisa da sua linguagem por meio do qual os comandos são abstraídos e aplicados.

Criptex (Criptografia): Se em Codex, o código necessário para se estruturar a internet foi gerado, com Criptex, ele encontra um caminho seguro para se disseminar. Toda a informação transita na rede (Matrix) em segurança por conta da codificação.

Server (Servidor): A rede é extensa, sim. Mas para que os sites e os serviços possam estar disponíveis 100% do tempo (ou, pelo menos, na maior parte do tempo), são necessários servidores, ou seja, provedores de internet para manter esse sites no ar, acessíveis.

Firewall (Barreira de Fogo): Como nem tudo são flores, muitos são os sites que estão na rede, mas muitos deles representam enorme risco para os usuários e seus terminais. Se em Server é dada a oportunidade para que os sites e os usuários usufruam da graça da rede (Matrix), é em Firewall que eles são podados e avaliados de acordo com seu grau de periculosidade. Se necessário, Firewall barra o acesso a determinados sites, e também protege os terminais de certas invasões.

Internet: É aqui onde tudo se consolida. Não haveria sentido a criação de uma estrutura tão elaborada e complexa como a demonstrada nas esferas superiores à essa, se não fosse pelo advento da própria Internet. A diferença entre o que chamo aqui de "internet", e o conceito de rede em Matrix, é que aqui ela ganha vida, personalidade. A Matrix é tão ideal que chega a ser quase imaterial. A Internet é imbuída de personalidade, subjetividade e uma identificação com seu usuário.

Amusing (Divertimento): Se a internet só existisse para ser acessada e contemplada, qual seria a graça? Amusing representa o aspecto celebrativo e divertido da Internet. Ou seja, ela representa os vídeos de gatinho, os sites de humor, os memes e toda a "cultura internáutica", com todo seu linguajar que só parece funcionar apropriadamente dentro da mesma.

Instruct (Instrução): Esse é o aspecto educador, elucidante e informativo da internet. Útil para pesquisas e trocas de saber. Também é, algumas vezes, contaminadas com o fator humano da soberba e da necessidade de se fazer superior ao outro. Mas no geral, é expressa de forma livre e quase despretensiosa .(pelo menos assim, é preferível enxergar-la assim. Não vou tratar aqui do aspecto essencialmente negativo da internet, pois essa daria OUTRA "árvore", vocês sabem de qual estou falando)

Interface: É essa que você encara, agora. A imagem, a forma como a internet se fantasia para se apresentar a você. Páginas ordenadas, letras, números, tabelas. É a esfera do "design de web". Sim, o mundo virtual é muito diferente do modo como ele é apresentado no seu monitor. Interface é como um Manto de Maia da internet, pois ele permite que você observe as informações quase intragavelmente desordenadas da Internet de forma ordenada e estética.

Terminal: É o seu próprio computador. O componente mais físico da história toda. É o hardware. É também, em parte, a forma como a Internet influência no nosso mundo real. A forma como ela modifica as nossas interações sociais. É a ponte entre o "mundo virtual" e o "mundo real". Uns dizem que o Terminal é como a Matrix do mundo real, ou que a Matrix é o Terminal do mundo internáutico. Mas eu prefiro não me aprofundar nisso para não confundir demais.

Não é exatamente uma proposta tão ambiciosa quanto a do Cyberxamanismo, mas não é difícil imaginar as implicações dessas conceitualizações. Já imaginou que tipo de análise se encaixaria para os caminhos entre as esferas? E o que dizer sobre a Sagrada Matemática dos números binários? Ou ainda, a manipulação matemática com a correspondência em octal de cada caractere? As possibilidades são múltiplas, mas o meu papel de trollar com os outros sistemas mágicos termina aqui. Até a próxima!

Texto do meu blog de origem: Desafio 365

0 Comentários: