FACEBOOK
CONTATO
FEED
YOUTUBE
TWITTER
LINKEDIN
EnglishFrenchGermanSpainItalianRussian

O QUE É MAGIA? PARTE 2

Print Friendly and PDF


Por S.S. Apollon Iatromantis.



Após os e-mails que recebi onde me perguntavam mais sobre a Magia e se eu iria realmente escrever mais sobre este assunto como prometi no artigo anterior de estréia de nossa Revista Digital Ensinamentos da Tradição Sacra Via, aqui estou eu novamente para falar sobre este assunto com maior profundidade e colocar uma definição mais profunda e diferente sobre a Magia do que a sociedade profana conhece que é a visão baseada no Iluminismo Científico da Tradição Sacra Via.

A Magia na visão da Tradição Sacra Via:

Todo ato (ritual de Magia) seja pelos pensamentos, palavras ou atos(rituais de Magia) é regido pela Lei de Causa e Efeito(Karma), ação e reação e cria consequências Mágickas na realidade dos Mundos Espiritual e Material:

A Magia tem atuação nas 24 horas de nosso dia a dia e não apenas no momento do ritual de Magia. Em linguagem científica, isto pode ser verificado na Terceira Lei de Newton onde é ensinado que todas as ações produzirão reações. Então, desta forma não há como não haver ação criada pelos seres humanos sejam Magistas ou não sem a devida reação seja ela no Mundo Espiritual e no Mundo Material.

As Falhas Comuns Nos Rituais de Magia:

A maioria das pessoas que se dedicam à prática da Magia não entendem o ensinamento citado cima e isto é o que as conduz ao fracasso em seus rituais de magia.

A pessoa aprende a realizar rituais Mágickos e faz o ritual de Magia tal como foi ensinado na Tradição Mágicka que ela aprendeu, porém, logo após o ritual, ela já começa a nutrir em sua mente os mais variados pensamentos negativos em relação à eficiência do ritual de magia que realizou e assim ao invés de agir pró-ativamente de acordo com os ensinamentos da Cabala e da Física Quântica, ela age reativamente(negativamente) e então põe tudo a perder e o ritual dela não tem sucesso. Porque isto aconteceu? Resposta simples: em Magia aprendemos que tudo o que tu pensas é real e manifesta de acordo com esta realidade, mas se a pessoa pensa que o ritual não vai funcionar, isto é uma realidade da mente da pessoa que assume o controle e então ela não obtém os resultados que deseja, porque é preciso compreender que: a pessoa que não mantém o foco no objetivo do ritual, jamais vai ter o resultado que deseja porque pensamentos desordenados e desarmônicos com o objetivo do ritual criarão forças negativas e atrairão outras forças negativas que impedirão o resultado que se esperava do ritual. Para o ritual de Magia ter sucesso, é preciso manter a mente focada no(s) objetivo(s) do ritual para que ele produza a alteração na realidade no Mundo Material.

Então, como dissemos aqui, todos os atos intencionais são atos Mágickos, e deste modo podemos definir que a Magia é a Arte e a Ciência de criar mudanças na realidade de acordo com a Vontade do Magista. É preciso compreender que a Magia não é somente visualizada dentro da mente humana e cumprida pelos Deuses, mas sim todos os atos que fazemos para modificar a nossa realidade. Nós Magistas somos verdadeiros ativistas na Magia e no que ela ensina através de suas Leis. Nós somos seres que materializamos(concretizamos) nossas Vontades não aceitando passivamente as coisas prejudiciais para nós em nossa Vida na nossa realidade como elas vem como as religiões da massa da sociedade profana e suas ovelhas obedientes aprendem e aceitam, ao contrário: nós utilizamos Magia nas 24 horas do nosso dia e lutamos para modificar a nossa Vida para que ela seja de acordo com nossa Vontade e pelo uso de nossa Vontade, e o Universo pelo comando de nossa Vontade conspirará à nosso favor e fará o que desejamos e tudo será como nós queremos que seja em nossa Vida.

A Magia e os rituais são os meios hábeis e científicos em harmonia com a Física Quântica que o Adepto usa praticar a Grande Alquimia transmutar a realidade de acordo com sua Vontade.

Os rituais de Magia:  Os rituais de Magia que praticamos com companheiros de jornada ou como lobos solitários possuem a função de proporcionar todo o ambiente necessário e harmônico a fim de que nossos objetivos sejam alcançados e sejamos Magos bem sucedidos em nossos trabalhos de Magia. Assim, o Mago de sucesso entende que a Magia é a Ciência e Arte Real que manifesta os Poderes Divinos e Transmutadores do Mago que trabalha perfeitamente unido e harmonizado com sua Vontade(Vontade de sua Natureza Divina, o Ego Divino).

Alguns acreditam que fazer Magia é o mais importante da Vida humana e que o resto não é importante, grande engano. É necessário que os Magistas compreendam que a Magia é apenas a ferramenta e não o fim em si mesmo, porque se ele não compreender isto desta forma, há o risco dele não utilizar a Magia da forma correta pois não estará agindo centrado na Sabedoria de seu Ego Divino. Aqueles que praticam Magia sem conhecer sua Vontade(Vontade de sua Natureza Divina do Sagrado(Deus/Deuses) que existe dentro de Si mesmo), vão fracassar por estarem apenas pensando em satisfazerem seus meros caprichos que são apenas a vontade(vontade superficial e fútil do ego condicionado pela educação materialista superficial profana deste mundo, o ego profano) e então não serão Deuses em Si mesmos e sim apenas meros seres humanos fúteis e mesquinhos, não sabendo mais quem são e o que realmente é sua Vontade, e acabarão criando processos degenerativos de sua Vida tornando-se Abortos Mágickos da Natureza. Bom, não somos contra aqueles que desejam seguir o caminho da ignorância espiritual e mágicka porque todos tem direito de escolher o que acham melhor para si mesmos e também porque a Magia como ela Realmente É, é sem dúvida amoral(sem aquelas distinções maniqueístas de Bem e de Mal como as pessoas da sociedade profana das religiões escravizadoras da massa da humanidade os entendem). Que os que realmente desejam praticar o Verdadeiro Caminho da Magia Iluminista entendam, que a nossa prioridade nesta Vida não está na mera satisfação de caprichos do ego condicionado e ilusório, e sim na Auto-Evolução Espiritual e Intelectual Consciente, e os resultados de seus ritos mágickos para modificar a realidade de sua Vida deve ser uma manifestação do seu Poder Pessoal como um Verdadeiro Mago, e não a tola satisfação do ego fútil, infantil, imediatista e condicionado pela sociedade materialista, pois com isto ele se torna apenas um ocultista de boteco.

Disto tudo citado acima, podemos entender que:

A Magia como Ciência é a ferramenta, o modo, o método de materializar o seu Poder Pessoal, tendo como Objetivo Supremo a Auto-Evolução Espiritual e Intelectual Consciente e isto só pode acontecer assim porque na Verdade somos o Microcosmo, a manifestação do Macrocosmo, somos Deuses em Nós mesmos e por isto a Magia além de ferramenta de uso para manifestação de nossa Vontade, somos Nós mesmos em essência. Quando adquirimos esta compreensão, sentimos e compreendemos que a Magia encontra-se sob as ordens de nossa Vontade e à ela submissa, e esta Vontade não é aquela vontade do ego condicionado e fútil, e sim, a Vontade do Sagrado(Deus/Deuses que residem em nosso interior) e então ocorre através da prática da Magia a Unidade de nosso Ser com o Sagrado. Ao harmonizar-se com o Sagrado, o Magista torna-se Consciente, Onisciente e Onipresente de ser um Deus em Si mesmo e assim adquire o Poder de intervir na realidade do mundo físico, e isto porque, ele conhece a realidade estando integrado e harmonizado com ela, e então, ele, o Sagrado e a realidade passam a Ser Unos e deste modo, o Magista realiza o que para as pessoas da sociedade profana é conhecido como Milagre.

Mas nem sempre o Magista precisa realizar rituais para conseguir o que deseja porque todo ato intencional é um ato de Magia justamente por ele ser como eu havia dito acima a própria Magia em Si mesmo no seu existir neste Universo. Com este pensamento entendemos que os rituais de Magia não são a único modo de se praticar Magia, porque para um Magista devidamente treinado os objetivos de Vida que ele deseja alcançar para mudar a realidade em que ele vive, possuem infinitos métodos de aplicação. Ao afirmar estas palavras, não quero com isto dizer que os rituais mágickos são dispensáveis e que não são importantes, quero sim dizer na verdade que simplesmente a prática dos rituais de Magia em si mesmos não transformam o ser humano  em um ser mais sábio e evoluído do que os outros e nem é a meta final do Magista em seu Caminho de Auto-Evolução Espiritual e Intelectual Consciente. É mais que necessário lembrar aos leitores aqui que a Magia é na sua prática, a manifestação de Nós mesmos em nossa Auto-Divindade e que a prática da Magia sem a devida disciplina, responsabilidade e discernimento podem levar o praticante à sua própria destruição e ao fracasso total na Vida e que por isto é preciso jamais negligenciar na disciplina, na responsabilidade e no discernimento na prática da Magia nas 24 horas de nosso dia a dia seja em rituais ou no contato com nosso próximo, com a sociedade e com o mundo ao nosso redor.

Conclusão:

Que todos os Magistas entendam que não se deve ser indisciplinado e não buscar a Magia para satisfazer os caprichos do ego condicionado, e sim manifestar a nossa Vontade de nossa Natureza Divina e então trabalhar, lapidando a pedra bruta da alma humana e transmutando alquímicamente nosso Ser, para cada vez mais nos conscientizarmos de quem e o que nós somos: Deuses na Terra, Deuses em Nós mesmos e compreender que além de nossa Auto-Divindade, que nós, nosso próximo, a Natureza, o Universo e o Sagrado(Deus/Deuses) somos Nós mesmos e que somos responsáveis pelo equilíbrio e manutenção do nosso Destino e de todo o Universo.

Abraços Fraternos para todos e até o próximo artigo.

Apollon Iatromantis.

0 Comentários: