FACEBOOK
CONTATO
FEED
YOUTUBE
TWITTER
LINKEDIN
EnglishFrenchGermanSpainItalianRussian

O QUE É MAGIA? (EXPLICADA NA VISÃO DA FÍSICA QUÂNTICA E DA TRADIÇÃO SACRA VIA) PARTE 3 Por S.S. Apollon Iatromantis

Print Friendly and PDF


Neste artigo vamos explicar o que é Magia não pela visão Thelêmica e seu Iluminismo Científico como tradicionalmente muitos Magistas fazem, mas sim pela visão moderna e mais profunda da Física Quântica que realmente dá a Chave da compreensão do que é Magia e como esta funciona e também pela visão da Tradição Sacra Via.

Muito se poderia falar aqui sobre a Magia na visão da Física Quântica e vemos na Internet centenas de artigos falando um monte de conceitos de Física Quântica, onde o autor fala demasiado blá, blá, blá, querendo parecer muito erudito tanto no assunto Magia como no assunto Ciência, dando uma falsa impressão de que ele é ao mesmo tempo Mago e Cientista, o que sabemos não ser verdade para 99 % dos casos, de modo que recebi e-mails de várias pessoas que leram estas centenas de artigos sobre Magia na visão da Física Quântica e que como leram meus dois primeiros artigos sobre Magia, e me pediram desesperadamente para escrever um artigo simples, direto e objetivo que atenda a compreensão das pessoas comuns e em geral leigos em Magia e em Física Quântica. E me pediram também a visão da Tradição Sacra Via da Magia. Atendendo à pedidos destas pessoas, escrevo o presente artigo abaixo.

Antes de entrar neste assunto, vamos primeiro explicar resumidamente o que é Física Quântica:

A Física Quântica ou mais precisamente Mecânica Quântica foi descoberta e teve seus conceitos organizados durante o século passado, através de um grupo de renomados de físicos e entre os quais o físico alemão Albert Einstein (1879-1955).

No ano de1905, Einstein utilizou-se da ideia dos quanta de luz (mais tarde chamados de fótons), para se poder explicar o efeito fotoelétrico, ou seja: a geração de uma corrente elétrica através de um condutor (exemplo: metal) é iluminado com a luz de uma determinada frequência ou cor como é comumente conhecida.

Albert Einstein também usou a Mecânica Quântica para realizar em 1917 a previsão teórica do laser. Este fenômeno só foi verificado em laboratório pela primeira vez no início de 1950.

O físico dinamarquês Niels Bohr (1885-1962) foi grande defensor da Mecânica Quântica, que permitiu à Ciência descobrir a estrutura dos átomos e dos núcleos atômicos, a geração da energia do Sol, das estrelas, as estruturas moleculares, as ligações químicas, entre outras questões da física, e com estas descobertas foram possíveis todos os avanços da tecnologia moderna de que dispomos atualmente.

A Física Quântica (Mecânica Quântica) é a parte da física moderna que estuda o movimento das partículas bem pequenas. Este conceito de partícula está relacionado com as dimensões nas quais percebem-se os efeitos de não conhecermos com infinita profundidade e simultaneamente a posição e a velocidade de uma partícula. Estes efeitos são denominados de Efeitos Quânticos.
A Física Quântica ou Mecânica Quântica descreve o movimento dos sistemas em que a dualidade onda-partícula é profundamente importante.

No “Mundo Material” em que vivemos e que podemos observar, ondas diferem completamente das partículas. Mas se nós fossemos do tamanho dos átomos, tudo ao nosso redor seria visto por nós as vezes como onda e as vezes como partícula. Esta compreensão levou à ciência à entender o conceito de Maya(Ilusão) do Universo Material como ensinados pelo Hinduísmo e pelo Budismo.

Segundo a Física Quântica (Mecânica Quântica), as propriedades físicas dos objetos materiais dependem da observação da mente humana.

Compreender estes conceitos da Física Quântica é importante para que o praticante de Magia, o Magista tenha uma nova visão de Si mesmo e do Universo ao seu redor. Deste modo ele conseguirá obter a compreensão de sua união como parte do Universo e a forma de aplicar os conhecimentos da prática da Magia de forma muito mais ampla, porque poderá compreender os sistemas físicos que se encontram muito além da percepção sensorial da mente humana.

Definindo isto melhor:

De acordo com os ensinamentos do físico Amit Goswami e da Tradição Sacra Via, a Física Quântica desde o seu princípio era conhecida como Metafísica.

Nesta visão, todos os seres humanos e todos os outros seres do Universo somos Um, e trocamos partículas uns com os outros e com tudo ao nosso redor o tempo, e nesta visão tudo no Universo(Multiverso) está interligado e interconectado à tudo sem exceção.

Este conceito inclui que tudo no Universo dito físico que podemos perceber através de nossos sentidos é na verdade mental, ou seja, uma realidade  neuro interativa na qual todos os seres estão imersos pela influência de suas próprias mentes, de sua própria percepção da “realidade”.

Isto quer dizer que a aparente realidade e existência do mundo me que  vivemos é construída pelas nossas próprias mentes e mesmo que cada ser no Universo veja aparentemente um mesmo mundo, suas percepções da realidade serão diferentes de acordo com suas experiências pessoais e percepção do Universo, e por isto pode ser alterada de acordo com o aumento de conscientização da percepção do indivíduo sobre o Universo ao seu redor e pode ser até modificada completamente para ele se este compreender que a aparente realidade que todos tem diante de si não é mesmo real, mas um espécie de jogo neuro interativo de várias possibilidades(escolhas de vida) que a pessoa pode mudar a todo momento que desejar.

Visão da Tradição Sacra Via:

Apesar do conceito citado acima, a Tradição Sacra Via possui algumas diferenças de visão sobre o Mundo Material e a Realidade que diferem da Física Quântica. A prática da Magia da Tradição Sacra Via em certo sentido é Materialista e, isto porque os resultados da Magia Sacra Via podem ser devidamente explicados pela Ciência através da Física Quântica, Psicologia, Parapsicologia e por outras ciências pelo fato do Sacra Via não entender o Mundo Espiritual Energético como algo Sobrenatural e nem por acreditar no Sobrenatural em si, pois tudo no Universo é natural seja ele perceptível ou não aos nossos sentidos, as ondas de rádio não são vistas por nós mas existem e passam por nossos aparelhos tais como celulares, televisão e outros, os raios cósmicos do espaço atingem o planeta Terra mas não podemos vê-los a olho nu, mas a ciência possui aparelhos capazes de vê-los ou percebê-los, não podemos ver a olho nu as bactérias em cima de nossa pele, mas se olharmos em um microscópio poderemos vê-las, por isto, nem tudo o que não vemos ou que não percebemos é inexistente, é neste sentido que dizemos que não existe o Sobrenatural pois este pode já ser percebido quer mediunicamente, quer por certos aparelhos científicos desenvolvidos para captar sua existência para sabermos que existem.

No caso da Tradição Sacra Via, preferimos utilizar as palavras Útil e Inútil do que as religiões que usam fanaticamente as palavras Verdade e Mentira de acordo com suas doutrinas de sua escrituras sagradas. O que quero dizer aqui é que não nos apegamos às visões de outras Tradições Mágickas, de religiões, de Ordens Iniciáticas, da Ciência e as das filosofias, para nós não existe uma Verdade Absoluta e sim uma VERDADE LÓGICA E ÓBVIA obtida por ESTUDO, PRÁTICA e por EXPERIÊNCIA PESSOAL. Os métodos usados por religiões, filosofias, ciências e etc, são métodos de lavagem cerebral e controle da humanidade para que esta não possa pensar por Si mesma em sua busca por respostas.

O que vou dizer aqui com este artigo vai chocar muita gente mas vamos lá: Na Tradição Sacra Via, nós não acreditamos no niilismo e nem na máxima que diz: Nada é Verdadeiro, Tudo é Permitido. Para nós praticantes do Sacra Via o Mundo Material é Real, nosso corpo, nossa casa, nossos bens terrestres, os resultados de nossos rituais de Magia e etc, portanto o Mundo Material não é ilusório e sim Real e é aqui que seguimos a Jornada da Vida rumo à nossa Evolução Espiritual e Intelectual Consciente e à consequente Iluminação Espiritual e Auto-Divindade.

Algumas religiões, em especial as orientais ensinam que este mundo é um sonho do Criador e que por isto tudo é ilusão e que só o Criador é real. Porém, se somos feitos à imagem e semelhança deste Criador, então isto quer dizer que somos reais também. No fundo não importa a discussão teológica ou a científica sobre este tema, importa saber sim que ambas não resolvem o problema da vida em si e nem os problemas deste mundo e nem muda os resultados da aplicação da Magia neste mundo. Para nós do Sacra Via, tudo o que vivenciamos no dia a dia neste mundo é real e faz parte da experiência humana e por isto não pode ser chamado de ilusão, pois só pode ser real aquilo que se vive e se pratica e como somos uma filosofia individualista, a realidade deste mundo é a mais importante para nós porque estamos aqui e agora e é a única com a qual temos contato perceptível fisicamente e por isto a única realidade sobre a qual podemos realmente falar sobre e modificar de acordo com nossa Vontade. Por mais que algumas religiões e filosofias ocultistas digam que a realidade é apenas circunstancial, todos que aqui estão sentirão enquanto viverem, calor, fome, sede, dor, desejo sexual e todas as outras necessidades físicas de quem está aqui encarnado e nada do que elas ensinam mudará isto. Obviamente não podemos ignorar o Mundo Espiritual Energético porque nossa experiência como Magistas nos mostra a existência dele e não podemos ser estúpidos demais para sermos ateus para com nós mesmos, mas não podemos deixar de viver de uma maneira equilibrada que é: 50% espírito, 50% matéria, assim é que um Grande Adepto ou um Grande Mestre deve ver e viver ambos os mundos, e assim ele deve viver em perfeita harmonia e equilíbrio com ambos, pois só assim ele terá sucesso em seu Caminho na prática da Magia.

A Magia praticada na Tradição Sacra Via só é real se funciona para ele, mesmo que não funcione para os outros, funcionando para ele é o que realmente importa pois sua Magia é feita de acordo com sua Vontade. Isto acontece assim porque o praticante do Sacra Via escolhe seus objetivos com total clareza e então coloca toda a sua Vontade neles e assim cria uma onda de energia que causará interferências na realidade geral de modo a fazer com que a realidade e Vontade dele prevaleçam naquilo que ele quer que se concretize neste mundo e então ele transmuta a realidade de acordo com sua Vontade e tudo se realiza na vida dele como ele deseja.

Sobre a Ética na Prática da Magia:

Como eu disse no meu primeiro artigo sobre Magia: Magia é antes de tudo RESPONSABILIDADE, DISCERNIMENTO E DISCIPLINA.

Quando eu cito que Magia é acima de tudo responsabilidade, me refiro aos ensinamentos do Sacra Via que ensinam que todos temos de ser responsáveis pelos nossos atos, assumir as responsabilidades por tudo o que fazemos baseados em nossas escolhas para nossas vidas e então falamos claramente: responsabilidade para o responsável. Isto porque ainda que reverenciemos Deuses, nós somos manifestações deles neste mundo, somos Deuses na Terra, Deuses para nós mesmos, então, temos de saber que as escolhas que fazemos afetam à nós e aos outros ao nosso redor. Vou explicar isto melhor assim: temos de ser ousados para fazer o que desejamos, mas temos de ser seletivos com as ações que vamos fazer e as escolhas que vamos fazer porque se nossas escolhas não forem bem feitas, podemos escolher modos ou métodos que são inúteis e ineficazes que serão apenas perda de tempo de nossa parte e então o que queremos não se realiza e em alguns casos o método e/ou o objetivo escolhido podem levar à própria destruição física ou a um grande fracasso material(financeiro) por exemplo e então ser uma empreitada inútil nesta vida e isto vemos em alguns Sistemas de Magia atualmente, por isto Magia tem de ser praticada com Discernimento. Por fim, digo que se a pessoa deseja ter sucesso na prática da Magia, ela não pode ser desleixada e fazer seus rituais só de vez em quando, e sim manifestar seus desejos em rituais com profunda constância, e para isto exige o último requisito que citei que a Magia é: Disciplina.

O que eu citei acima tem um motivo importante: tanto no passado como no presente, vemos que muitos Magos desperdiçaram seu tempo e suas vidas com ritos, doutrinas e práticas inúteis e acabaram como verdadeiros fracassos e exemplos do que um Magista não deve fazer com sua vida. O fato é que atualmente há nos Magistas que vemos por aí nas redes sociais e na Internet, o desejo deles aparecerem para as pessoas como profundamente sábios, conhecedores de tudo na Magia, no Ocultismo e assim parecerem ser seres repletos de cultura, que usam nos textos deles linguagem rebuscada e erudita apenas para impressionar seus leitores e assim venderem seus cursos e encherem suas carteiras de dinheiro para poderem pagar suas contas do mês. Não condeno o fato deles fazerem isto pois afinal vivemos em uma sociedade capitalista, mas sim o fato deles precisarem exagerar e serem o que não são para poderem ganhar este dinheiro, entenderam onde eu quis chegar?

A Magia como praticada na Tradição Sacra Via tem a visão de que se a prática da Magia não toca o âmago da alma do Magista e isto não for devidamente vivenciado, ela não funcionará e será um total fracasso e perda de tempo e de material gasto para sua prática. Portanto, que a prática da Magia seja profundamente vivida e que faça parte do corpo, da mente e da alma do Magista para que ela possa afetar positivamente o emocional do Magista e assim ser profundamente eficaz em sua manifestação dos objetivos daqueles que a praticam.

É necessário que a Magia seja praticada livre de tudo aquilo que é inútil à sua prática e realização completa na vida do praticante. Isto inclui ritos, doutrinas, superstições e tudo o mais que possa atrapalhar a compreensão da Magia e a realização de rituais eficientes. Devemos praticar os rituais de Magia para que sejam uma forma eficiente de transmutar aquilo que queremos mudar em nossa vida (Alquimia Interior) e assim conseguir manifestar todos os potenciais de nossa mente e de nosso corpo para que tudo o que façamos seja um sucesso perfeito.

A prática da Magia é um meio de encarar os nossos sentimentos e emoções que numa sociedade judaico cristã como a que vivemos são vistos como negativos e assim de forma saudável serem equilibrados, impedindo que se tornem desordenados e criadores de vícios e compulsões indesejáveis. Os rituais que praticamos na Magia são meios que utilizamos para com toda a nossa Vontade criarmos interferências na realidade geral ao nosso redor e fazer as coisas se manifestarem como desejamos pois nossa visão de mundo e de nós mesmos manifestará o mundo que queremos para nós mesmos. E como somos o microcosmo que é manifestação do macrocosmo, nossa Vontade e desejos podem transmutar completamente o mundo externo fazendo dele o campo de manifestação de nossos projetos de vida para nós e para aqueles que amamos.

A Verdadeira Definição de Magia:

Em nossa prática de Magia na Tradição Sacra Via, não usamos uma definição simplesmente quântica e altruísta como outras religiões e filosofias usam, muito pelo contrário, deixamos muitas pessoas de boca aberta quando dizemos sinceramente que Magia para nós é menos altruísta e teórica do que elas pensam e para nós, utilizamos a definição da Tradição Sacra Via para Magia que é:

“A MAGIA É A CIÊNCIA E A ARTE REAL DE MODIFICAR TOTALMENTE A REALIDADE PARA NOSSO PROVEITO PESSOAL”.

(Apollon Iatromantis)

Com esta afirmação quero realmente dizer, que nós usamos a Magia e sua prática para conseguirmos obter todas as satisfações de nossos desejos nos sentidos tanto material, como espiritual, intelectual e emocional. Resumidamente como ensina a Tradição Sacra Via, Magia tem por objetivo melhorar a nossa própria vida. A Magia para nós é uma ferramenta, igual à uma faca que nas mãos de um marginal é eficiente para matar e assim tirar vidas, mas nas mãos de um Mestre cozinheiro serve para cortar bem os legumes e carnes para que estes estejam esteticamente cortados e arrumados de uma forma agradável para o cliente que recebe seu prato na mesa do restaurante possa apreciá-los em um almoço ou jantar.

Outro falso conceito que a Magia como praticada no Sacra Via quebra é o de  Magia Branca e Magia Negra, pois na verdade na Magia não existem estas diferenças, só existe a INTENÇÃO daquele que a pratica pelo fato de Magia ser uma coisa só na sua essência e por isto a Magia é AMORAL, Magia é apenas FUNCIONAL. As diferenças entre elas realmente não existem, o que existe sim é a porcaria da hipocrisia humana que os Magos Brancos possuem sobre si mesmos, sobre seu complexo de culpa e de sua hipocrisia de se fazerem de bonzinhos e de politicamente corretos. Ora, é óbvio que todos os praticantes de Magia deste mundo, sejam eles ocidentais ou orientais buscaram estes conhecimentos para usarem em seu próprio benefício pessoal e para terem o Poder sobre suas próprias vidas e sobre as vidas dos outros para garantirem benefícios para si mesmos, para seus grupos, templos, e escolas.

Os que tem  suas crenças congeladas em Magia Branca e Negra de Sistemas Mágickos errôneos e inúteis que sejam deixados de lado e ignorados, a Verdade é bem clara: não existe realmente Magia Branca Altruísta, a Magia em sua totalidade em Si mesma é MAGIA NEGRA e EGOÍSTA no sentido terrestre e ninguém pode mudar isto porque faz parte da essência da própria Magia.

Na Tradição Sacra Via a Magia é classificada de forma realista apenas como: Alta Magia e Baixa Magia.

A Alta Magia:

É a Magia Ritual ou Cerimonial, realizada dentro de certas regras, em um local apropriados (altar com imagens e instrumentos ritualísticos) e em dia e hora planetárias específicas. O objetivo da prática da Alta Magia é o de tornar a Vontade da Natureza Divina do ser humano e de sua mente e emoções em uma Força Poderosa que vai interferir como uma Onda de Energia na realidade e fazer com esta seja modificada de acordo com a Vontade do Magista que a pratica.

A Baixa Magia:

Esta é conhecida como Magia Manipulativa ou Magia Psicológica, é realizada por meio de manipulação da pessoa que temos como alvo através de sedução e fascinação psicológica e de fundo sexual(Glamour) e também em comportamento premeditado para criar todas as mudanças necessárias com o Poder da Vontade sobre alguém que pode nos ajudar a realizar nossos objetivos.

É necessário compreender que a Baixa Magia é profundamente importante e não deve ser negligenciada e esta pode ser unida à Magia Cerimonial para garantir pelos dois métodos que tudo se concretizará do jeito que o Magista deseja. Mas lembra-te do seguinte: os dois tipos de Magia devem ser praticadas com prazer, intensidade e com profunda satisfação pessoal, e envolver-se profundamente nestes dois tipos de Magia para que elas funcionem adequadamente para o Magista, caso contrário não terá sucesso algum em seus rituais de Magia e nem na sua própria vida pessoal.

Outro ponto que é preciso citar aqui é que a Magia deve ser praticada em harmonia com a filosofia de vida ensinada aqui neste artigo, se tu fores pessoa que não concorda com este tipo de visão filosófica, não pratique estes tipos de Magia porque elas não funcionarão para ti porque teus próprios preconceitos e pré-conceitos morais irão trabalhar emocionalmente, espiritualmente e mentalmente contra ti e será perda de tempo e de esforço pessoal.

Esclareço isto porque a Magia da Tradição Sacra Via não é como as outras escolas do Caminho da Mão Direita, o Sacra Via é Filosofia e Magia Tântrica do Caminho da Mão Esquerda, e assim tem como base principais: o individualismo, o epicurismo, a estratificação, o elitismo filosófico e prático, o seletivismo pessoal para a própria vida e relacionamentos, o evolucionismo consciente, a valorização do Poder Pessoal, da Força Espiritual, Intelectual, Emocional e Física,  do sucesso pessoal, envolvimento com o lado sombra e harmonização com ele para manifestar ainda nesta vida a Iluminação Espiritual, e tudo o mais que pertence à Tradição Guerreira Sacra Via e que é comum à outras filosofias do Caminho da Mão Esquerda, e não pode ser separado destas para funcionar adequadamente e assim concretizar nossos objetivos neste mundo.

A Forma Quântica de se Praticar a Magia:

Recentemente, a ciência descobriu que a mente humana afeta com seus pensamentos o mundo físico.

A Física Quântica considera que a aquilo que chamamos de matéria, deriva da consciência, tudo o que existe é consciência.

As religiões orientais e a Magia possuem em sua essência esta mesma visão, o que é prático para o Magista que ao se conscientizar disto, compreende que pode afetar tudo ao seu redor com a sua própria mente.

Sendo de acordo com Física Quântica o Universo uma construção mental, isto significa que o Universo não é uma máquina mas sim um Grande Pensamento pensado por uma Consciência Absoluta que a tudo movimenta(Deus/Deuses, Budas, Consciência Cósmica, o Cósmico, Grande Arquiteto do Universo ou nome que tu preferires chamar) e então o Universo é de acordo com esta visão imaterial, mental e espiritual.

Sendo o Magista como todos os seres humanos manifestação deste Universo Consciência, ele pode através de seus rituais de Magia, criar uma Nova Realidade e então manifestá-la em sua própria vida e mesmo ajudar ou prejudicar outras pessoas interferindo na realidade destas de acordo com sua Vontade Magickamente dirigida para atingir todos os seus objetivos e assim mudar o curso de quaisquer acontecimentos que deseje mudar e então desta forma quânticamente mudar a história tanto sua como do Universo ao seu redor. Claro que se a pessoa que ele auxiliar também for um Magista, este poderá ajudar no ritual fazendo seu próprio ritual com o mesmo objetivo de resolver os próprios problemas pessoais, e no caso do Magista atacar outro Magista com seus rituais de Magia, este também terá com seus próprios rituais a capacidade de interferir no ataque Mágicko deste e se livrar das energias e entidades evocadas contra ele, assim como todos os efeitos nefastos do ritual sobre ele. Aqui reside a grande diferença da certeza da Física Quântica aplicada à Magia do mero Iluminismo Científico Ceticista do passado onde só haviam suspeitas e demais especulações e não a certeza de um resultado perfeito dos rituais de Magia. O Magista que trabalha de forma quântica sabe que seus rituais terão resultados porque ele sendo conhecedor da Mecânica Quântica (Física Quântica), sabe o Poder, a Energia que consegue reunir para os rituais que ele realiza e os Efeitos destes para os objetivos que determina em sua mente e em sua Magia. Aqui está dada a Chave para a prática da Magia de acordo com a Física Quântica, use-a em teu proveito e concretize o sucesso que tanto tu procuravas para teus rituais de Magia.

O Poder Espiritual Quântico do Magista:

A eficiência mágica total só pode ser conseguida pelo Magista que compreender o impacto mental/emocional que seus rituais de Magia podem causar de Certeza de Sucesso em sua Própria Mente. Isto precisa acontecer porque o Magista precisa ter a Consciência de que seu Poder Mágicko Espiritual não vem de Deuses externos à ele em um céu distante e inatingível, mas sim da Consciência de que seu Deus/Deuses existe(m) quânticamente dentro Dele mesmo e que Ele mesmo é Manifestação deste(s) Deus/Deuses quânticamente fisicamente neste mundo e assim ele consegue alcançar com sucesso a Auto-Deificação. Ele é o Senhor de seu próprio Paraíso e assume a responsabilidade pela sua própria vida, ao invés de deixar que padres, pastores e Deuses inventados por tais sacerdotes corruptos assumam o controle no lugar dele.

Neste sentido, o Magista precisa ser literalmente  e plenamente inimigo de todas as religiões e filosofias enganadoras e escravizadoras da humanidade que levam os seres humanos ao desligamento com o Sagrado e seu Poder dentro de Si mesmo e com sua Liberdade Pessoal. O Mago Quântico moderno deve integrar seu o Lado Trevas(Nox) com seu Lado Luz(Lux) para a total harmonização e integração de sua Natureza Divina e sua manifestação como um Deus na Terra, Guru(Mestre Espiritual) de Si mesmo, um Buda (Iluminado), um Siddha (Ser Perfeito), Senhor de Si Mesmo, de sua Thelema(Vontade) e Senhor e Construtor de seu próprio Destino. Somente assim ele terá autonomia em sua prática da Magia e o Domínio da Vida.

Conscientizando-se de sua Natureza Divina, o Magista livra-se da dualidade da Matrix deste mundo, realiza a sua Verdadeira Vontade, a Vontade Perfeita de seu Verdadeiro Eu, livre de todos os condicionamentos impostos pela Sociedade Matrixiana ao seu redor e assim passa de controlado pela Matrix à Controlador dela.

O Mago Quântico Moderno deve ser um ser religiosamente, filosoficamente e iniciáticamente independente, Senhor de sua Realidade e então decidir para Si mesmo como praticar a Magia Quântica e dominar seu  Universo Mágicko Pessoal e seu Destino.

Que a Magia Quântica Consciente ajude a criar uma Realidade Libertária para todos aqueles Magistas que estiverem preparados para fazer uma total revolução em suas vidas e em sua visão de Si mesmo, de sua vida e do Universo ao seu redor para que cada um seja o Rei e Deus de Si mesmo, de sua Realidade e de sua Magia.

Abraços Fraternos à todos e que o Sagrado nos mantenha no Caminho.

Apollon Iatromantis



0 Comentários: