FACEBOOK
CONTATO
FEED
YOUTUBE
TWITTER
LINKEDIN
EnglishFrenchGermanSpainItalianRussian

COMO AQUELA FOTO por natanael gomes de alencar

Print Friendly and PDF


Claro que posso falar simples:


eu te amo tu me amas o dia tá lindo

na mesma onda deste mar infindo.


Ontem, na geladeira,

O ombrear de escombros.

Tinhas seios à mostra

Com insetos brilhantes.

Então, fui num mergulho

À poesia em curvas

Do teu corpo, Delúcia,

Mas procuro adentrar-te

Em rubro coito de alma,

Como umas águas límpidas,

Perfeito porto calmo,

E isso leva tempo, por ora

Deixa eu lamber-te os ossos.

0 Comentários: