FACEBOOK
CONTATO
FEED
YOUTUBE
TWITTER
LINKEDIN
EnglishFrenchGermanSpainItalianRussian

DESVIANTE por natanael gomes de alencar

Print Friendly and PDF


Se sei o que o poema é,

o verso desviante nunca,
se sei o que a poesia é,
sou hábil em gavetas

Se falo o que o poema fala,
pretensão de sapo em fábula,
se digo que isto é poesia,
quem me ouve perdeu seu dia

Se quero definir totalitário,
meu total caos se organiza,
se quero ordem, viro vário,
ovário, defina, que eu mioma

O professor tá fodido comigo,
sambo onde não quero,
sei fingir vigílias, durmo
mas com atenta virilha

0 Comentários: